Janeiro 2022

  • Violentos (%) 17
  • Negativos (%) 54
  • Positivos (%) 18
  • Neutros (%) 11

O Paz na Mídia analisou 2.871 matérias veiculadas pelos quatro telejornais nacionais no mês de janeiro de 2022 e constatou que 54% do tempo foi dedicado a assuntos negativos (43h43’). A violência foi mostrada em 17% do tempo (13h18’). Já assuntos positivos ocuparam 18% do tempo (14h52’). Assuntos violentos e negativos somaram 71% do tempo dos telejornais.

Vejam só: os brasileiros voltaram a viajar, a vacinação em crianças estava avançando, melhorou a geração de empregos, o sistema financeiro encontrou dinheiro esquecido nos banco, os brasileiros se mostraram absolutamente solidários às vítimas dos estragos causados pelas chuvas, por exemplo.

Mas e qual foi a sensação de quem viu o noticiário? Provavelmente que tudo estava ruim e ia piorar! E isso não é à toa: a chance de você ter sido exposto excessivamente a conteúdos negativos e violentos é bem alta. Só nesses quatro telejornais analisados foram mais 56 horas!

Veja as tabelas completas aqui.

Resultado por Emissora

  • Violentos (%) 16
  • Negativos (%) 53
  • Positivos (%) 19
  • Neutros (%) 12

TV Bandeirantes

  • Violentos (%) 14
  • Negativos (%) 59
  • Positivos (%) 17
  • Neutros (%) 10

TV Globo

  • Violentos (%) 17
  • Negativos (%) 51
  • Positivos (%) 18
  • Neutros (%) 14

TV Record

  • Violentos (%) 19
  • Negativos (%) 52
  • Positivos (%) 20
  • Neutros (%) 9

SBT

Deixe sua Opinião

Leia também

Outubro 2023

  • Violentos (%) 53
  • Negativos (%) 22
  • Positivos (%) 14
  • Neutros (%) 11

2.509 matérias analisadas, veiculadas pelos quatro telejornais nacionais no mês de outubro de 2023, e constatamos que 75% do tempo foi dedicado a assuntos negativos ou violentos.

Confira o relatório completo

Setembro 2023

  • Violentos (%) 20
  • Negativos (%) 46
  • Positivos (%) 22
  • Neutros (%) 12

2.672 matérias analisadas, veiculadas pelos quatro telejornais nacionais no mês de setembro de 2023, e constatamos que 66% do tempo foi dedicado a assuntos negativos ou violentos.

Confira o relatório completo

Faça Parte

Vamos agir para estimular o consumo consciente de mídia e a produção de conteúdos que melhorem a vida das pessoas.